Funarte oferece até R$ 60 mil para projetos de arte de rua

Edital tem inscrições até 10 de outubro

Serão selecionados espetáculos de circo, dança e teatro
A Fundação Nacional de Artes (Funarte) tem inscrições abertas para o prêmio “Artes na Rua”, que apoiará 70 projetos de circo, dança e teatro, com performances que sejam feitas na rua. Cada iniciativa vencedora receberá entre R$ 32,7 mil e R$ 60 mil.

O objetivo é fomentar projetos que deem um novo significado ao espaço público. Podem concorrer pessoas físicas ou jurídicas, com ou sem fins lucrativos, de natureza cultural.

As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de outubro. Confira mais informações no site da Funarte.

Convocação para Assembléia Extraordinária da Associação dos Produtores Culturais de Florianópolis

Prezados produtores, artistas e demais interessados,

Convocatória para Assembléia Extraordinária

De acordo com o Estatuto da APCF, convoco todos os Produtores Culturais de Florianópolis e demais interessados para a Assembléia Geral Extraordinária a ser realizada no próximo dia 25, quarta feira, às 19 horas na Casa de Noca, situada à Avenida das Rendeiras 1176. A pauta proposta é:

Transferência da administração do TAC para o SESC; estamos enviando convite para um representante do SESC estar presente à reunião para esclarecer dúvidas;
Saída do Secretário de Turismo, Cultura e Esporte e Presidente interino da FCC destes cargos;
Valor do Fundo Municipal de Apoio à Cultura 2013
Atividades da APCF;
Assuntos Gerais.

Contamos com a presença de todos!

Udesc realiza reunião no Centro de Artes sobre implantação do curso superior de Dança

09setembro2013

Foto-Eneas-Lopes

Auto-retrato (2008). Solo de Erika Rosendo e direção de Jussara Xavier. Foto: Eneas Lopes

Nesta quarta-feira, 11, o Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) receberá, às 9h, representantes da Udesc Joinville para uma reunião sobre o projeto pedagógico do curso de Licenciatura em Dança, que será oferecido nas cidades de Florianópolis e Joinville.

Do Centro de Artes estará presente a diretora geral, Gabriela Mager; a professora do Departamento de Artes Cênicas, responsável pelo projeto do curso de Dança, Sandra Meyer; a diretora de Ensino, Teresa Mateiro; e o diretor de Extensão, Vicente Concílio. De Joinville, participa o diretor geral do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), Leandro Zvirtes; a diretora de Ensino, Cíntia Aguiar e a coordenadora pedagógica da Escola Livre de Artes (ELA), Iandra Pavanati.

Na ocasião, os professores da Udesc Ceart também apresentarão à equipe de Joinville a estrutura do centro, que já conta com três salas específicas para aula e prática de dança, além de espaços preparados para ensaios e apresentações cênicas, devido ao oferecimento da graduação em Teatro.

O primeiro curso superior de Licenciatura em Dançaem Santa Catarina, além de capacitar profissionais no estado para atuarem no ensino de dança, também fomentará o campo de pesquisa e criação artística nesta área de conhecimento, com o surgimento de novos coreógrafos, bailarinos, críticos e pesquisadoresem dança. Sandra Meyercomenta que a vocação catarinense para a área da dança é muito forte: são mais de 60 festivais de dança no Estado, além de muita escolas.

A Udesc Ceart, que já oferece gratuitamente os cursos de graduaçãoem Artes Visuais, Design (Gráfico e Industrial), Moda, Música e Teatro, terá com o curso de Dança novas possibilidades de complementaridade no ensino das artes, consolidando, assim, esta área de conhecimento.

Interferência dos encontros (2012). Criadores/intérpretes: Adilson Machado, Letícia de Souza e Maria Carolina Vieira (na foto). Foto: Jackson Nessler

Implantação do curso de Dança
O curso de Licenciatura em Dança a ser implantado em Florianópolis e em Joinville terá duração de quatro anos.  Serão oferecidas 40 vagas e a seleção ocorrerá via vestibular com prova teórica e prática. Se todos os trâmites ocorrerem dentro do previsto, o primeiro vestibular deverá ser realizado no segundo semestre de 2014. Em Joinville, o curso ocorrerá na Escola Estadual Germano Timm, e em Florianópolis, no Centro de Artes da Udesc.

Para a implantação do curso, o Governo do Estado ampliará em 0,042% o repasse orçamentário destinado à universidade. “Ainda estamos estudando as formas de implantação em Joinville e em Florianópolis, porque o curso que vem tramitando nas instâncias superiores da Udesc desde 2009 foi criado inicialmente para ser implantado em Florianópolis, mas reconhecendo a importância de Joinville no cenário da dança, estamos animados em poder também propiciar o desenvolvimento da dança nestes dois pólos culturais”, explica a professora Sandra Meyer.

Dança em cena
O curso de dança surge, também, como uma possibilidade de atuação dos egressos da Udesc Ceart, tendo em vista que nota-se uma grande procura pelo estudo da dança nos cursos de graduação, mestrado e doutorado em Teatro. Diversos alunos formados, ou mestres e doutores em Teatro pelo Centro de Artes, integram companhias de dança renomadas no estado, no país e também exterior, ou são reconhecidos por suas produções nesta área.

Vestidos & Cartas: Residência Artística em Lima – Prêmio Iberescena 2012. Direção e coreografia de Vancllea Porath, formada em Artes Cênicas pela Udesc. Foto: Prín Rodrigues

É o caso, por exemplo, de Marcos Klann e Anderson Luiz do Carmo, que integram aCena 11 Companhia de Dança; Maria Carolina Vieira, que faz parte da companhia de dança-teatro belga Peeping Tom; Barbara Biscaro, que já apresentou seu espetáculo A Menina Boba na Itália e no País de Gales; Zilá Muniz, diretora do Ronda Grupo de Dança e Teatro; Nastaja Brehsan, integrante da Triz Cia de Dança; Ana Carolina Leimann, que já foi aluna da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil e recentemente participou de um curso na American Academy of Ballet, em Nova York, entre muitos outros.

Na pós-graduação, entre dissertações e teses em andamento, estão mais de dez trabalhos cujo foco de estudo é a dança, já que o Programa de Pós-Graduação em Teatro (PPGT) da Udesc oferece uma linha de pesquisa que contempla as questões do corpo, do movimento e da dança: Linguagens Cênicas, Corpo e Subjetividade. Jussara Xavier, bailarina e professora colaboradora no curso de Teatro, foi a primeira aluna a finalizar o curso de doutorado em Teatro, com o temaAcontecimentos de dança: corporeidades e teatralidades contemporâneas. “De dez anos para cá, a presença da dança na academia cresceu bastante, inclusive na pós-graduação. Hoje são 35 cursos de graduação no país, e há uma procura muito grande do artista na academia. São pessoas que estão estudando seu processo de criação”, reflete Sandra Meyer.

Envolvimento da Udesc Ceart

A saudade é como líquido que transborda, ou, para Teresa (2011). Direção de Anderson Luiz do Carmo. Com Oto Henrique, Junior Soares e Anderson Luiz do Carmo (na foto). Foto: Evandro Teixeira

O Departamento de Artes Cênicas (DAC) da Udesc iniciou os estudos para criação de um curso superior de dança em 1991, quando realizou um pré-projeto com vistas à criação de uma graduação na área. Contudo, o DAC priorizou naquela época a implantação do Mestrado em Doutorado em Teatro.  No ano de 2005, formou-se na Udesc Ceart a comissão de criação de projeto e implantação do curso e, em 2009, o projeto iniciou sua tramitação na universidade.

O Centro de Artes tem desenvolvido nos últimos quinze anos uma série de ações de ensino, pesquisa e extensão voltadas à área da dança. Já foram realizadas na Udesc três edições do curso de especialização em Dança Cênica, no período de 1999 a 2002, que proporcionou a capacitação de dezenas de profissionais em Santa Catarinae no Brasil. As pesquisas resultantes desta especialização deram origem, em 2008, ao livro Pesquisas em Dança, primeiro volume da Coleção Dança Cênica, organizada por Sandra Meyer, Jussara Xavier e Vera Torres. O segundo volume da publicação, intitulado Histórias da Dança, foi lançado no último ano.

Na área da extensão, já foi desenvolvido o programa de extensão Dança e Mídia em Movimento e os projetos de extensão Tubo de Ensaio – Corpo Cena e Debate (2001 – 2010) e Laboratório Itinerante de Dança (2005-2007). No campo da pesquisa, o professor Milton de Andrade coordenou o projeto Ritos da metamorfose corporal: entre a dança, a dramaturgia do corpo e a psicofísica do ator, e a professora Sandra Meyer coordena o projeto O corpomente em cena, as ações físicas do ator-bailarino.

Programação da 4ª Conferência Municipal de Cultura de Florianópolis

3 de junho (segunda)

13h

– Inscrição e Credenciamento

14h

– Apresentação Artística – Orquestra da Udesc

14h30

– Solenidade de Abertura

15h30

– Explanação “Histórico das Conferências Municipais”

Marta Cesar / Diretora de Artes da Fundação Franklin Cascaes

16h

– Intervenção artística

16h15

– Palestra “Economia Criativa”

Claudia Leitão / Secretária da Economia Criativa do Ministério da Cultura

17h30

– Apresentação do grupo Kámada (Chile)

4 de junho (terça)

8h

– Constituição da Mesa Coordenadora

8h10

– Discussão e aprovação do Regimento Interno

9h às 9h40

– Apresentação dos coordenadores dos Eixos I e III

Eixo I: “Implementação do Sistema Nacional de Cultura”

Coordenador: Luiz Ekke Moukarzel

Eixo III: “Cidadania e Direitos Culturais”

Coordenadores: Marcelo Pereira Seixas / Fátima Costa de Lima

9h40

– Intervalo

10h às 12h30

– Discussão e fechamento de propostas dos Eixos I e III


PAUSA PARA ALMOÇO

13h30

– Mostra Funcine / Exibição de filmes de curta-metragem

14h às 14h40

– Apresentação dos coordenadores dos Eixos II e IV

Eixo II: “Produção Simbólica e Diversidade Cultural”

Coordenadoras: Flavia Helena de Lima (COPPIR)

Maria Guilhermina da Cunha Salasário (CONDIM)

Eixo IV: “Cultura e Desenvolvimento”

Coordenadores: Ricardo Alves Cavalheiro / Lucas da Rosa

14h40 às 16h

– Discussão dos Eixos II e IV

16h

– Intervalo

16h20

– Fechamento de propostas

17h30

– Apresentação à Plenária e aprovação de Moções

5 de junho (quarta)

9h às

10h30

– Plenária Final / Revisão e aprovação das propostas dos eixos

Moderação: Flavia Helena de Lima

10h30

– Intervalo

10h45 às 12h30

– Plenária Final / Revisão e aprovação das propostas dos eixos

Moderação: Flavia Helena de Lima


PAUSA PARA ALMOÇO

13h30 às 15h

– Eleição dos Delegados para Conferência Estadual

Orientação: Maria Guilhermina da Cunha Salasário

15h

– Intervenção artística / Intervalo

15h30

– Eleição das vacâncias da Sociedade Civil e posse dos membros do

Poder Público para o Conselho Municipal de Política Cultural de

Florianópolis – Gestão 2013/2014

Orientação: Marcelo Pereira Seixas

17h

– Encerramento e Intervenção Artística


4ª Conferência Municipal de Cultura de Florianópolis

Artistas, produtores culturais, pesquisadores e gestores reúnem-se para discutir ideias, propostas e perspectivas para a Cultura em Florianópolis. A 4ª Conferência Municipal de Cultura, que acontece de 3 a 5 de junho, no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina, na Trindade, reforça a importância do setor como eixo estratégico para o desenvolvimento sustentável da cidade. O encontro será aberto nesta segunda-feira (3), às 14h30, pelo prefeito Cesar Souza Júnior e o Secretário de Articulação Institucional do Ministério da Cultura, Marcelo Pedroso. A programação inclui ainda palestra, às 16h15, com a Secretária de Economia Criativa do MinC, Cláudia Leitão, entre outras atividades.

Aberta à participação pública mediante inscrição, a 4ª Conferência Municipal de Cultura é organizada pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC), em parceria com o Conselho Municipal de Política Cultural de Florianópolis (CMPCF). As inscrições podem ser feitas no local do evento, na segunda-feira (3), a partir das 13h.

Com o mote “Cultura Agora”, a reunião em Florianópolis prossegue até quarta-feira (5) com debates, intervenções artísticas e culturais, discussão e votação de propostas para o setor, cumprindo etapa preparatória para as conferências estadual e nacional. O evento tem como objetivo avançar na gestão cultural e na execução de metas do Plano Municipal de Cultura, alinhadas com as diretrizes nacionais.

Diálogo e estratégias

A 4ª Conferência Municipal de Cultura propõe um debate com enfoque nacional e local baseado em quatro eixos: Implementação do Sistema Nacional de Cultura; Produção Simbólica e Diversidade Cultural; Cidadania e Direitos Culturais; e Cultura e Desenvolvimento. Entre os temas em pauta estão aspectos de identidade, memória, produção simbólica, cidadania, participação social, povos indígenas e comunidades tradicionais, gestão, proteção e salvaguarda, além de fortalecimento e formação de fóruns e redes em prol da Cultura.

Durante o encontro será apresentado um histórico das conferências anteriores, com avaliação dos avanços e resultados obtidos desde a primeira mobilização, em 2005, e das perspectivas futuras. A explanação será feita pela diretora de Artes da Fundação Franklin Cascaes, Marta Cesar, que foi a primeira presidente do Conselho Municipal de Política Cultural de Florianópolis, no período 2010-2012. Também serão eleitos os delegados municipais para a Conferência Estadual de Cultura e os representantes da Sociedade Civil para ocupar vacâncias na composição do CMPCF, no período 2013-2014.

Economia Criativa

Em meio a tantos produtos gerados a partir dos avanços tecnológicos que mudaram significativamente a vida no país, o Brasil está apostando cada vez mais no talento e na capacidade criativa da população como ferramenta para gerar riquezas e promover o desenvolvimento sustentável no século 21.

O potencial dessa economia do intangível será apresentado nesta segunda-feira (3), na palestra da Secretária de Economia Criativa do Ministério da Cultura, Cláudia Leitão, na abertura da 4ª Conferência Municipal de Cultura de Florianópolis. Cláudia Leitão é graduada em Educação Artística – Licenciatura pela Universidade Estadual do Ceará e em Direito pela Universidade Federal do Ceará, além de ter doutorado em Sociologia pela Université Paris Descartes. Foi Secretária de Cultura do Estado do Ceará entre 2003 e 2006 e, desde 2011, comanda a Secretaria de Economia Criativa do MinC.

De acordo com o Plano de Diretrizes e Metas da Secretaria de Economia Criativa/MinC- 2011/2014, atividades criativas são aquelas em que a dimensão simbólica é determinante para a produção de riqueza cultural, econômica e social. Elas se alimentam de talentos criativos organizados de forma individual ou coletiva, e produzem bens e serviços com característica única e inovadora.

No documento do MinC são identificados 19 setores criativos: patrimônio material e imaterial, arquivos, museus (campo do patrimônio), artesanato, culturas populares, culturas indígenas, culturas afro-brasileiras (campo das expressões culturais), artes visuais, arte digital, teatro, dança, música e circo (campo das artes de espetáculo), cinema e vídeo, publicações e mídias impressas (campo do audiovisual, literatura, livro e leitura), moda, design e arquitetura (campo das criações culturais e funcionais). Juntos, esses setores contribuíram em 2010 com cerca de R$ 104 bilhões para a economia nacional, o que correspondeu a quase 2,84% do Produto Interno Bruto brasileiro.

Serviço:

O Quê: 4ª Conferência Municipal de Cultura de Florianópolis

(De 3 a 5 de junho)

Quando: abertura na segunda-feira (3) – 14h30

Onde: Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina

Rua Roberto Sampaio Gonzaga s/n° – Campus da Trindade

(48) 3721-9569 / 3721-9559

Quanto: gratuito

Inscrições: http://cmpcfloripa.cultura.sc/inscricoes
Programação: http://cmpcfloripa.cultura.sc/programacao-conferencia4/

Reuniões setoriais com o Superintendente da Fundação Franklin Cascaes

4ª Conferencia

 

 

 

 

A FCFFC e o CMPCF convidam para a IV Conferencia Municipal de Cultura de Florianópolis, a realizar-se nos dias 03, 04 e 05 de junho de 2013, no Centro de Eventos da UFSC.

Logo publicaremos mais informações!

Agende-se!

 

A FCFFC encaminha convite das reuniões setoriais com o superintendente Sr. Luiz Moukarzel, com finalidade de realizar levantamento de indicativos, necessidades e sugestões para o plano de governo da Fundação Franklin Cascaes.

Local: Salão Térreo do Forte Santa Bárbara – Rua Antônio Luz, 260, centro de Florianópolis.

Horário: 19 horas.

CRONOGRAMA DE REUNIÕES

Dança – 22/01/13
Literatura, livro e leitura – 23/01/13
Artes visuais – 24/01/13
Música e Ópera – 28/01/13
Teatro e Circo – 29/01/13 (nesta data já está agendada reunião da Setorial de Teatro para discussão de seu regimento, com início às 17h)
Audiovisual- Cinema/Cultura Digital – 30/01/13
Cultura popular/patrimônio – 31/01/13

III Conferência Municipal de Cultura de Florianópolis

– 19 e 20 de março de 2012-

Centro de Eventos da UFSC 

A Arte e a Cultura em Florianópolis e o papel do poder público municipal é o tema desta Conferência. Trata-se de uma instância deliberativa que permitirá a continuidade da mobilização e da discussão que vem sendo elaborada pelo Conselho Municipal de Política Cultural de Florianópolis por meio do Plano Municipal de Cultura. Fundamentado nas recomendações que regem a Cultura já ratificada no país, como a Convenção da Diversidade Cultural da UNESCO, o debate abordará as culturas em suas dimensões residuais e emergentes, considerando não apenas os produtores e gestores, mas os cidadãos como sujeitos de direitos culturais conforme a Constituição Federal nos assegura. O desafio é formular ações integradas e contínuas que envolvam financiamento, legislação, capacitação e regulação, aproveitando as oportunidades geradas pelas novas tecnologias, novos modelos de negócio e de acesso a mercados. Espera-se como resultado da III Conferência, a elaboração de estratégias e programas para a cultura no município e sua efetiva implementação.

PROGRAMAÇÃO

19/03/2012 – 13:30  h ABERTURA

14 h PAINEL: “A cultura como pilar estratégico no desenvolvimento do Município” (4 blocos):

Bloco 1: Representações de Artistas, Instituições Culturais e Matrizes                                          Identitárias

Bloco2: Representações Governamentais

Bloco 3: Representações da Iniciativa Privada

Bloco 4: Representações de Ensino

PALESTRA: “Lançamento do Projeto de Assistência Técnica à Elaboração de Planos Municipais de Cultura”, com Vicente Federico da UFBA

 20/03/2012 – MESAS REDONDAS

9 h às 12 h Mesas Redondas (3 salas)

Mesa 1 – Memória
Discussão de programas para registro, preservação e valorização do patrimônio Material, Imaterial e Natural. Os objetivos estratégicos do Plano Municipal de Cultura (PMC) trazem ações de valorização, salvaguarda e democratização da diversidade cultural do município através de pesquisa e uso de novas tecnologias. As ações abrangem cadastro e agenda cultural, além da valorização das paisagens culturais e naturais.

Mesa 2 – Inovação
Discussão de Programas de Incentivos e Fomentos às Produções Independentes, assim como de formação e capacitação dos trabalhadores da Cultura e incentivo e fomento às novas tecnologias.

Mesa 3 –  Integração e Transversalidade
Discussão de Programas de Formação de Públicos e dinamização dos Equipamentos Culturais, criação de Portais de Comunicação e Informações além da articulação das políticas artísticas e culturais do município com outras instâncias para a consolidação de Florianópolis no circuito nacional e internacional das artes e da cultura.

14 h PALESTRA: “A Política Municipal de Cultura de Florianópolis e o Plano Nacional de Cultura”, com Rafael Pereira Oliveira (MinC)

15 h – Apresentação à Plenária dos Programas Estratégicos trabalhados no período matutino

17 h – Eleição dos novos Conselheiros da Sociedade Civil ao CMPC/2012-2014

18 h – Encerramento

Regimento da III Conferência Municipal de Cultura de Florianópolis

PALESTRANTES CONVIDADOS   III CMCF

MOÇÕES DE REPÚDIOS E APOIOS DA III CMCF

Programas – INOVAÇÃO-MEMÓRIA-INTEGRAÇÃO

 

As Moções da III Conferência Municipal de Cultura de Florianópolis já estão disponíveis neste blog.

> Cobertura Colaborativa dos Pontos de Cultura

> Cobertura Colaborativa do Coletivo Sem Fronteira.

Matérias:

Lançamento de editais marca abertura da III Conferência Municipal de Cultura de Florianópolis